Coerência, essa incansável busca. Uma armadilha?

Tempo de leitura: 2 minutos

COERÊNCIA. Passamos a vida inteira tentando ser coerentes e exigindo coerência das pessoas. Este é um mecanismo mental. Tendemos a buscar a coerência.

Por um lado, a coerência é importante, visto que está diretamente ligada à nossa capacidade de honrar com nossos valores, princípios e nossa palavra. Por outro lado, ela pode ser altamente aprisionadora.

Às vezes, sem perceber, nos fixamos em determinado pensamento ou comportamento que nos faz mal porque nos sentimos obrigados a sermos coerentes. Quantas vezes não nos desentendemos com alguém e, depois que o tempo passa e o sentimento se apazigua, nos negamos a nos abrir de novo àquela pessoa. Tudo porque queremos ser coerentes! Depois do que sentimos e falamos dela na época do desentendimento, não dá mais pra ter uma boa relação com a figura, certo? Errado.

O que a gente vê aí é uma busca cega por coerência, gerada e geradora de uma mente inflexível. Uma mente que alimenta ressentimentos, rancores e ignora o perdão.

ABERTURA. Ter uma mente aberta e flexível é um dos segredos para termos saúde mental e sucesso na vida. A flexibilidade mental é uma enorme habilidade que deveríamos nos comprometer a desenvolver a cada dia de nossa existência. Pessoas fechadas a mudanças, a novas experiências, a novos aprendizados, a outras pessoas sofrem muito mais com os desafios da vida, com seu processo de crescimento e em seus relacionamentos.

É que a coerência só é boa, quando a mente está alinhada com o coração. O que acontece muitas vezes é que a coerência que cobramos de nós, do outro e do mundo faz sentido só no mundo das ideias, no pensamento, na mente, mas é totalmente violenta do ponto de vista do sentimento.

Se você está insistindo em se manter fiel a uma ideia ou a algo que te faz mal, pergunte-se se sua mente está sendo coerente com seu sentimento. Nenhum pensamento que nos desperta sentimentos ruins deve ser imutável.

É preciso celebrar a coragem de mudar de ideia, de mudar de opinião, de mudar de sentimento, de mudar de lado.
Estar aberto é aprender a movimentar-se pela vida. A fluir com ela. A vida é puro movimento e ficar fixado, rígido, obcecado por coerência é uma grande armadilha.

Abra-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *