Leia

Hábito: 6 dicas para implementar um na sua vida agora!

Hábito: 6 dicas para implementar um na sua vida agora!

6 minutos É impressionante como pode ser difícil implementar um novo hábito na nossa vida. Mesmo quando a gente sabe que é algo importante e que vai fazer muito bem pra nós. Neste post, você vai encontrar algumas dicas simples pra acabar de vez com este problema. 1- Tenha clareza de qual a real importância deste hábito para você Se você está tentando fazer algo só porque dizem que é bom ou que é importante, pode desistir. Não vai dar certo. Antes de começar Continue lendo

Comece antes de estar pronto!

Comece antes de estar pronto!

4 minutos Esperar estar pronto para começar qualquer coisa é um enorme desperdício de vida. Quando fazemos isso estamos desperdiçando a nossa potência. E é impressionante a frequência com que nos acovardamos, adiamos ou deixamos de fazer alguma coisa que queremos muito, porque sentimos que não estamos prontos. E a verdade é que, se nos deixarmos levar por esta sensação, de que precisamos nos preparar mais, jamais faremos nada! Porque a gente nunca vai estar pronto. A vida é uma grande jornada, um processo Continue lendo

O momento presente é sempre perfeito!

O momento presente é sempre perfeito!

5 minutos O momento presente é sempre perfeito. Há uma radicalidade poderosa nesta frase. Mas eu sei que em muitos momentos da nossa vida pode ser bem difícil tomar esta formulação como verdade. Vivemos experiências muito dolorosas pra entender isso assim de bate-pronto. Mas a dificuldade maior reside na mente, em sua mania de julgar a tudo e a todos o tempo todo. A verdade é que a mente pode ser nossa grande aliada ou uma grande inimiga. E quanto mais conscientes estivermos de Continue lendo

Fim do Carnaval: como transformar a depressão pós-folia em potência

Fim do Carnaval: como transformar a depressão pós-folia em potência

3 minutos O fim do Carnaval deste ano – que agora só termina no sábado seguinte à quarta-feira de cinzas e que, nós brasileiros, teimamos em tomar como medida pro ano começar – já é definitivamente um fato. O ano novo já foi há quase dois meses. O chinês há alguns dias. Parece que podemos decretar 2018 começado! A DIFÍCIL ARTE DE COMEÇAR O ANO DEPOIS DO CARNAVAL Talvez a maior dificuldade de começar o ano só agora seja que – diferente do pós-réveillon, Continue lendo

Honrando todas as minhas partes

Honrando todas as minhas partes

2 minutos   Há alguns anos voltei a sentir uma imensa vontade de estudar o que se passa dentro da gente. Minha curiosidade por compreender os processos da mente e do coração começou há 25 anos, quando sofri um acidente de carro e perdi parte da minha família. Sei lá como, naquele momento de dor, eu entendi que eu precisava decidir se eu queria ser feliz ou triste. Eu lembro direitinho desta formulação passando pela minha cabeça pré-adolescente (nem criança, nem adulta, sem lugar Continue lendo

5 hábitos que mudaram a minha vida

5 hábitos que mudaram a minha vida

1 minuto Se eu tivesse que eleger apenas 5 hábitos que, por ter implementado de forma consistente, trouxeram uma transformação incrível pra minha vida, com certeza eu escolheria: Tenha um caderno e escreva sobre você: seus sentimentos, pensamentos, seu dia, suas ideias, seus aprendizados, seus fantasmas, as coisas que te dão alegria, seu crescimento, seus motivos pra ser grato. Faça isso todos os dias. Ou quase todos. E não precisa escrever sobre tudo isso, todo dia. De vez em quando, uma palavra basta. Alguns Continue lendo

Coerência, essa incansável busca. Uma armadilha?

Coerência, essa incansável busca. Uma armadilha?

2 minutos COERÊNCIA. Passamos a vida inteira tentando ser coerentes e exigindo coerência das pessoas. Este é um mecanismo mental. Tendemos a buscar a coerência. Por um lado, a coerência é importante, visto que está diretamente ligada à nossa capacidade de honrar com nossos valores, princípios e nossa palavra. Por outro lado, ela pode ser altamente aprisionadora. Às vezes, sem perceber, nos fixamos em determinado pensamento ou comportamento que nos faz mal porque nos sentimos obrigados a sermos coerentes. Quantas vezes não nos desentendemos Continue lendo